Furto em unidades operacionais da Compesa prejudica abastecimento de água de 150 mil pessoas no interior de Pernambuco


Furtos ocorreram em Sairé. Crime provocou a redução da vazão das cidades de Bezerros e Gravatá, além de Insurreição, distrito de Sairé. Estrutura da Compesa foi alvo de ação criminosa Divulgação Cerca de 150 mil moradores do Agreste de Pernambuco terão o abastecimento de água prejudicado por causa de um furto de equipamentos e fiações elétricas em duas unidades operacionais da Compesa em Sairé. Foram afetadas as cidades de Bezerros e Gravatá, além de Insurreição, distrito de Sairé. Os criminosos invadiram as Estações Elevatórias de Araçá e Brejão. De acordo com a Compesa, os crimes foram registrados nas unidades em um intervalo de menos de 24 horas. "Os atos criminosos que tanto prejudicam o abastecimento de água, e, consequentemente, a população, foram praticados em intervalos muito curtos, afetando 150 mil pessoas", esclareceu a Compesa em nota. Devido aos furtos, os sistemas de abastecimento de água de Bezerros e Gravatá estão operando com vazão reduzida, ocasionando falta de água e queda de pressão nas duas cidades e em Insurreição, distrito de Sairé. Equipamentos e fiação da Compesa foram roubados Divulgação A Compesa informou que registrou Boletim de Ocorrência na polícia para os dois casos e que mobilizou os técnicos da companhia para avaliar os danos e adotar as providências para o restabelecimento das unidades operacionais. "Tão logo seja fechado o diagnóstico dos danos causados às unidades, a Compesa emitirá nota informando os prazos para o retorno à normalidade do abastecimento de água", disse a Compesa.

Celimar de Meneses

Deixe um comentário