Caso Ianny: ex-companheiro é preso suspeito de ter sido o autor do crime


Segundo a delegada Ana Valdenice, o suspeito foi visto por testemunha saindo da casa de Ianny na madrugada do domingo (15), dia em que foi encontrada morta. Ianny Marry, morta em Cajazeiras, tinha 28 anos Arquivo pessoal O ex-companheiro de Ianny Marry Barreto Lira, que foi encontrada morta no último domingo (15), em Cajazeiras, no Sertão da Paraíba, foi preso na tarde deste sábado (21). Danilo da Silva Barreto, de 26 anos, é suspeito de ter sido o autor do crime. A informação foi confirmada ao g1 pela delegada Ana Valdenice. A delegada explicou que um mandado de prisão temporária foi expedido após o depoimento de uma testemunha que alegou ter visto o suspeito saindo da casa da vítima na madrugada do domingo (15). Ana Valdenice também informou que outras testemunhas estão sendo ouvidas e que a investigação irá analisar dados de quebras de sigilo telefônicos. Relembre o caso Ianny Marry Barreto Lira, de 28 anos, foi encontrada morta dentro de casa na cidade de Cajazeiras, no Sertão da Paraíba, no último domingo (15). O namorado dela foi ouvido pela polícia e liberado. O corpo tinha sinais de asfixia, tinha um pano na boca e estava com as mãos amarradas. Segundo a Polícia Civil, a jovem morava sozinha, após ter terminado uma relação amorosa há quatro meses. Foi a mãe do homem que morou com Ianny que chamou a polícia. A delegada Ana Valdenice disse que casa da jovem não tinha sinais de arrombamento. O que leva a polícia a acreditar que o autor do crime entrou no local com o consentimento da vítima. Ianny foi achada morta no próprio quarto. Vídeos mais assistidos do g1 Paraíba

Dino

Deixe um comentário