Justiça anula prisão de perito que atropelou e matou motoboy, em João Pessoa


Além da anulação da prisão, a Justiça também determinou a devolução da fiança paga pelo perito, que responde o caso em liberdade. Orlando Pereira Leal, de 38 anos, morreu nas primeiras horas desta terça-feira (19) TV Cabo Branco/Reprodução O perito criminal Robson Félix, investigado por atropelar um motoboy em 17 de setembro, teve a prisão preventiva anulada pelo juiz da 2ª Vara Criminal de João Pessoa, nesta terça-feira (31). O perito é suspeito de atropelar e matar o motoboy Orlando Pereira, que conduzia a sua moto pela avenida Esperança, em Manaíra, e foi atingido pelo carro do perito que transitava em alta velocidade pela contramão. Compartilhe no WhatsApp Compartilhe no Telegram Na decisão, o juiz entendeu que a prisão em flagrante não preencheu os requisitos legais e, acolhendo parecer favorável do Ministério Público, determinou que a fiança paga pelo perito, de R$13.120, fosse devolvida. Robson foi preso em flagrante, pagou fiança e foi liberado logo em seguida. De acordo com a defesa do perito, entraram com recurso solicitando a anulação do auto de prisão em flagrante e a devolução da fiança, que foi arbitrada em dez salários mínimos. Com a decisão da Justiça, a fiança foi devolvida automaticamente para o perito e o delegado deve concluir o inquérito nos próximos dias e encaminhar o caso para a Justiça. Entenda o caso Vídeo mostra momento em que carro de perito atinge motoboy em João Pessoa No sábado (17), pouco antes da meia-noite, Orlando pilotava a sua moto pela avenida Esperança, em Manaíra, e realizava uma entrega em seu trabalho diário quando foi atingido por um carro em alta velocidade, que transitava na contramão e cruzou a avenida sem respeitar a preferencial. Testemunhas informaram ainda que o motorista não prestou socorro e deixou o local sem oferecer ajuda. Foram outras pessoas que estavam por perto que acionaram o Serviço de Atendimento Móvel de Urgência de João Pessoa (Samu-JP). O acidente foi filmado por uma câmera instalada em um carro particular que também transitava pela Esperança. O motoboy ultrapassou esse carro pouco antes do acidente, de forma que toda a batida foi registrada em vídeo. As imagens poderão colaborar com as investigações. Por meio de seu advogado, Róbson informou que se apresentou à polícia no domingo (18) e se colocou à disposição das investigações. Ele alega que dirigia em alta velocidade e na contramão por causa de uma tentativa de assalto sofrida minutos antes. A família de Orlando Leal contesta essa versão. Sobre ter deixado o local do acidente, a defesa do perito criminal diz que ele ficou com medo de represálias da população e por isso não ficou para ajudar a vítima. Vídeos mais assistidos do g1 Paraíba

Dino

Deixe um comentário