Litoral da Paraíba tem 21 trechos de praias impróprios para banho


Relatório de balneabilidade da Sudema traz a lista de praias da Paraíba que estão impróprias para banho no Litoral. Praia de Cabedelo, na Grande João Pessoa Danilo Queiroz / g1 Vinte e um trechos de praias estão impróprios para banho no Litoral da Paraíba, conforme o relatório de balneabilidade divulgado pela Superintendência de Administração do Meio Ambiente (Sudema). De acordo com o relatório, são dez áreas impróprias em João Pessoa, uma em Cabedelo, uma em Baía da Traição, oito em Pitimbu e uma em Lucena. Os outros pontos monitorados, situados em Mataraca, Rio Tinto e Conde tiveram a qualidade das águas classificada como própria. A análise da balneabilidade da água foi realizada de 13 a 17 de novembro e é válida até o dia 24, data da nova divulgação do relatório. Lista de praias impróprias para banho na Paraíba Praias em João Pessoa Bessa I, em frente à desembocadura do Maceió do Bessa Manaíra, em frente ao N° 1461 da Av. João Maurício Manaíra, em frente à quadra de Manaíra Manaíra, no final da Av. Ruy Carneiro Cabo Branco, em frente à rotatória do Cabo Branco Farol do Cabo Branco, em frente à galeria de águas pluviais Penha, em frente à desembocadura do Rio Cabelo Jacarapé, em frente à rua do Centro de Convenções Arraial, em frente à desembocadura do Rio Cuiá Sol, em frente à desembocadura do Riacho Camurupim Praia em Cabedelo Camboinha, no final da Rua Benício de Oliveira Praia em Baia da Traição Camaratuba, em frente à desembocadura do Rio Camaratuba Praias em Pitimbu Barra do Abiaí, no Foz do Rio Abiaí Pitimbú, no final da Rua da Paz Maceió, em frente à desembocadura do riacho Engenho Velho Guarita, em frente à desembocadura da Lagoa Azul/Santa Rita, em frente às galerias de águas pluviais Coqueiros, no final da Rua Almirante Tamandaré Ponta dos Coqueiros, em frente à desembocadura da Lagoa Acaú/Pontinha, em frente à desembocadura do Rio Goiana. Praia em Lucena Fagundes, no final da Travessa São José Vídeos mais assistidos do g1 Paraíba

Dino

Deixe um comentário