Crea-PB realiza visita ao Centro de Energias Alternativas e Renováveis da UFPB


Na ocasião estiveram presentes conselheiros, inspetores, servidores, profissionais do Sistema e ex-presidentes do Confea e do Crea-PB Crea-PB realiza visita ao Centro de Energias Alternativas e Renováveis da UFPB Ascom CREA-PB A visita ao Centro de Energias Alternativas e Renováveis (Cear) do Departamento de Engenharia Elétrica da Universidade Federal da Paraíba, foi realizada no último dia 14 como parte da programação de aniversário dos 55 anos do Crea-PB e dos 90 anos do Confea. Idealizado pela presidente em exercício do Crea-PB, eng. civ. Carmem Eleonôra Amorim o momento marca a importância da interação dos conselhos regional e federal com as instituições de ensino superior. Crea-PB realiza visita ao Centro de Energias Alternativas e Renováveis da UFPB Ascom CREA-PB Carmem Eleonôra destacou que o Estado é um centro de energias renováveis conhecido em todo o país. “Quiçá o será também em todo o mundo, não só em termos de estudos, mas de atuação profissional”, disse, lembrando o laboratório de Energia Solar instalado desde a gestão do engenheiro civil e engenheiro eletricista Cleanto Torres na década de 1980. Carmem Eleonôra considera ainda que o Confea e o Crea-PB têm grande relevância para a valorização do Cear. “A universidade tem também uma usina de energia solar que transmite energia para todos os campi”. Já o ex-presidente do Confea, eng. civ. Wilson Lang considera-se impressionado ao afirmar que as instalações da Universidade Federal da Paraíba são “perfeitamente sincronizadas com o mercado de trabalho e principalmente com o futuro do desenvolvimento”. Para o ex-presidente do Instituto Brasileiro de Avaliações e Perícias (Ibape), a geração de energia por fontes renováveis representa o que há de “mais precioso na sociedade moderna”. Crea-PB realiza visita ao Centro de Energias Alternativas e Renováveis da UFPB Ascom CREA-PB Para Lang, a conexão entre o Sistema Confea/Crea e a Universidade Federal da Paraíba representa cumprir seu principal papel. “Integrar os diferentes agentes da sociedade em prol de uma engenharia mais desenvolvida, social e principalmente comprometida com o desenvolvimento do país representa uma excelente opção para o Crea e o Sistema”, disse, elogiando, entre outras instalações, a central modelo de Energia Solar do Cear. “Há uma estação com placas móveis operada por inteligência artificial, com uma central meteorológica ligada por robores e radares. Realmente, os alunos têm muita capacidade de desenvolver-se. Tudo aponta que os alunos que saem dessa instituição tenham um excelente padrão para atuar nesta área”. O professor e vice-diretor do Cear, eng. eletric. Euler Cassio Tavares de Macedo destacou a importância da aproximação entre a UFPB e o Confea. “Para nós enquanto academia é fundamental ter esse tipo de diálogo e interação com o Sistema que nos regula. Então, enquanto formadores de profissionais da Engenharia, é importante ter o Crea próximo da nossa instituição. Ficamos bastante felizes com a presença desse seleto grupo do Crea e do Confea. É importante que o Sistema esteja presente na nossa realidade para que os nossos egressos tenham valorizem cada vez mais o exercício profissional”.

Dino

Deixe um comentário