Incêndio atinge Trauminha de Mangabeira, em João Pessoa


Incêndio atingiu um prédio anexo que fica na parte de trás da unidade hospitalar. Pacientes precisaram ser realocados devido a fumaça e não houve feridos. Incêndio atinge anexo do Trauminha de Mangabeira, em João Pessoa Reprodução/TV Cabo Branco Um incêndio foi registrado em um anexo do Complexo Hospitalar de Mangabeira, o Trauminha, no bairro de Mangabeira, em João Pessoa, no final da tarde desta quinta-feira (4). O Corpo de Bombeiros informou que a fumaça teve início em um prédio anexo e começou a afetar pacientes do hospital, que precisaram ser realocados para outros setores da unidade hospitalar. O fogo foi controlado. De acordo com o Corpo de Bombeiros, a fumaça teria começado em um prédio que fica localizado por trás do hospital, sendo um anexo da unidade de saúde, mas a fumaça estaria afetando os alojamentos das pessoas internadas no local. Pacientes precisaram ser realocados dentro do Trauminha devido a incêndio no local Reprodução/TV Cabo Branco A Secretaria de Saúde de João Pessoa informou, em nota, que as chamas começaram em uma área não ocupada da unidade de saúde e não há informação de feridos. A Saúde de João Pessoa ainda informou que o fogo foi controlado, mas, por precaução, alguns pacientes foram deslocados para outros setores do complexo. O local onde o fogo começou funciona como um depósito da unidade hospitalar, e segundo o Corpo de Bombeiros, o fogo iniciou em uma sala e chegou a invadir a sala vizinha, e ambas são vizinhas ao centro cirúrgico do Trauminha. Na sala onde funciona um depósito do Trauminha continha cilindros de oxigênio, o que gerou maior preocupação para o Corpo de Bombeiros que realizou o combate às chamas, que precisou resfriar os cilindros e aguarda uma empresa terceirizada para fazer o recolhimento dos cilindros de oxigênio. As causas do incêndio não foram divulgadas e serão investigadas. Incêndio atinge anexo do Trauminha de Mangabeira, em João Pessoa Reprodução/TV Cabo Branco Vídeos mais assistidos do g1 Paraíba

Dino

Deixe um comentário