Mulher passa por última sessão de quimioterapia e comemora com buzinaço em Kombi, na PB


A psicóloga e professora Vania Sueli enfrentou 12 sessões de quimioterapia para tratar câncer de mama e, no último dia de sessão, comemorou circulando com a Kombi pedindo buzinas para comemorar. Cartazes na kombi que pedem buzinas para comemorar última quimioterapia TV Paraíba/Reprodução Em meio aos desafios e reviravoltas do ano de 2023, uma inspiradora história de amor e superação se destaca, protagonizada por Vania Sueli, uma professora e psicóloga aposentada. O que começou como um grande susto se transformou em uma jornada de coragem e vitória sobre o câncer de mama, culminando em uma celebração pública e emocionante: um buzinaço por Campina Grande, de dentro de uma Kombi, anunciando a última sessão de quimioterapia. Vania, ao descobrir um caroço em sua mama, iniciou uma trajetória repleta de desafios, a começar do diagnóstico. "No primeiro momento, o susto, o medo, porque eu descobri o caroço na minha mama, mas já em tamanho considerável. Para mim, foi algo bastante inesperado. Como ele doía bastante, passei a procurar imediatamente a mastologista”, disse. Mulher vence o câncer e família comemora em passeio de kombi levando esperança nas ruas Os primeiros exames não revelaram anormalidades, o que poderia trazer algum alívio, mas Vania persistiu, pois sentia que algo não estava correto. A ressonância magnética foi decisiva ao mostrar o tumor, levando-a a uma cirurgia inicial para a remoção de parte do tumor e, posteriormente, à mastectomia total. “Existe aquele medo, de perder a mama, de tirar. Tem todo o efeito emocional na mulher. Mas eu fiz a mastectomia total”, revelou. Vania reunida com a família TV Paraíba/Reprodução O diagnóstico do câncer impacta não apenas o paciente, mas também aqueles ao redor. Amigos e familiares, foram fundamentais ao proporcionar apoio emocional. O marido de Vania, Carlos Vinicius Celestino, compartilhou: "Eu fui muito forte não só para dar apoio a ela, mas para mim também. Quando há esse problema de câncer, você fica muito preocupado, mas graças a Deus consegui superar e dar apoio à minha esposa." Além do suporte familiar, a fé também desempenhou um papel crucial. Vania encontrou força na devoção a Nossa Senhora de Fátima, envolvendo sua família em dias e noites de orações. Vania reflete sobre essa combinação de fé, força e foco: "A fé foi decisiva nesse momento, buscar esse apoio espiritual, ter a certeza da presença de Deus na sua vida." Unindo fé e ciência, Vania iniciou o tratamento, inicialmente previsto para seis meses de quimioterapia. No entanto, uma vitória se revelou quando a médica informou que apenas 12 sessões seriam necessárias. Vania enfrentou cada sessão com determinação, transformando-se ao longo desse processo. Vania rezando para Nossa Senhora de Fátima TV Paraíba/Reprodução Em 11 de janeiro de 2024, um marco significativo foi alcançado: a última sessão de quimioterapia de Vania. A família decidiu celebrar esse dia de maneira especial, organizando uma carreata com a Kombi de Thiago, filho de Vania. Com um cartaz convidando as pessoas a buzinar em comemoração afixado na parte de trás do carro, a família foi até o Hospital da FAP, no bairro de Bodocongó, em Campina Grande, para realizar a última sessão de quimioterapia. "A Kombi chama muita atenção, por onde a gente passa as pessoas dizem que ela é bonita, e tudo o mais, então vi a oportunidade de utilizar esse conhecimento que o pessoal gosta da Kombi com essa ideia de ser a última quimio. Foi uma experiência extraordinária." A visita ao hospital da FAP foi marcada por festividades, consolidando o apoio recebido ao longo da jornada. O retorno para casa, após a última sessão, tornou-se um momento memorável e emocionante. A história de Vania deixa uma valiosa lição sobre a importância de viver e amar enquanto há tempo. Sua jornada, entre lágrimas e sorrisos, é um testemunho de coragem, fé e resiliência diante da adversidade. Vídeos mais assistidos da Paraíba

Dino

Deixe um comentário