Princípio de incêndio atinge Instituto de Psiquiatria Forense da Paraíba; detento suspeito é achado morto


Suspeito foi achado morto no primeiro andar do prédio, que teve fogo controlado em uma sala do térreo. Seap investiga a causa da morte do detento e a possível motivação para o princípio de incêndio. Instituto de Psiquiatria Forense da Paraíba, no bairro da Torre, em João Pessoa Antonio Vieira/TV Cabo Branco Um princípio de incêndio foi registrado no domingo (28) em uma sala do térreo do Instituto de Psiquiatria Forense da Paraíba, no bairro da Torre, em João Pessoa. De acordo com a Secretaria de Estado da Administração Penitenciária (Seap), o suspeito de causar o incêndio foi um detento que estava em liberdade condicional. Ele foi achado morto, após o fogo ser controlado, no primeiro andar do edifício. Segundo a Seap, o detento, que não teve o nome, idade, e por qual crime cumpria pena revelados, estava incluído no Programa de Reintegração Social Através do Trabalho, e prestava serviços no escritório social e na área de limpeza e manutenção do Instituto. No início da manhã do domingo, ele teria trancado a entrada do prédio e dado início ao incêndio em uma sala específica do térreo. O Corpo de Bombeiros foi acionado e conseguiu controlar as chamas, que não se espalharam para outras salas do edifício. Minutos depois que o fogo foi controlado, o corpo do apenado foi encontrado no primeiro andar do prédio. A causa da morte não foi divulgada pela Seap, que vai investigar os motivos que levaram ao princípio de incêndio e também as circunstâncias da morte do apenado. Nesta segunda-feira (29), equipes da Seap estavam no local para tomar as medidas de segurança para as pessoas que trabalham na instituição, além da avaliação do local afetado pelas chamas para que a continuidade plena do serviço do Instituto seja garantida. Vídeos mais assistidos da Paraíba

Dino

Deixe um comentário