UFCG é a 2ª colocada em registros de patentes de invenção no Brasil em 2023, diz INPI


Universidade ficou atrás apenas da Petrobras no número de registros. UFPB aparece em 19º lugar, e UEPB aparece em 34º. Universidade Federal de Campina Grande Marinilson Braga/UFCG A Universidade Federal de Campina Grande (UFCG) é a 2ª colocada no ranking de maiores depositantes de registros das patentes de invenção no Brasil em 2023, ficando atrás apenas da Petrobras. Os dados foram levantados e divulgados pelo Instituto Nacional da Propriedade Industrial (INPI), na segunda-feira (29). Veja a classificação geral de registros de patentes em 2023 Conforme o levantamento do INPI, em patentes de invenção, a Petrobras realizou 125 depósitos, 15 a mais que em 2022. Já a UFCG realizou 101 pedidos, 60 a mais do que em 2022, quando apareceu em quarto lugar no ranking. Em relação às instituições de ensino superior na Paraíba, além da UFCG, aparecem entre as 50 maiores depositantes a Universidade Federal da Paraíba (UFPB), em 19º lugar, com 24 pedidos, e a Universidade Estadual da Paraíba (UEPB), na 34ª colocação, com 17 pedidos. Desde 2017, a UFCG permanece entre os maiores depositantes de pedidos de patentes de invenção residentes no Brasil, chegando a ocupar o primeiro lugar nacional no ranking 2020. Ranking 2022 O INPI também publicou na segunda-feira (29) o ranking referente a 2022, que não havia sido divulgado em 2023. Em primeiro lugar ficou a Petrobras, com 110 pedidos; em segundo a Universidade Federal de Minas Gerais (UFMG), com 54 pedidos; e em terceiro lugar a Universidade Federal da Paraíba (UFPB), com 46 pedidos. a UFCG apareceu em quarto lugar, com 41 pedidos. Em 2022, a UEPB apareceu em 48º lugar, com 10 pedidos de patentes. Veja a classificação geral de registros de patentes em 2022 Vídeos mais assistidos da Paraíba

Dino

Deixe um comentário