Delegado divulga detalhes a respeito da morte de personal baleado em academia de Caruaru: ‘Temos todas as respostas’

Eric Costa, responsável pelas investigações, disse que o inquérito relacionado ao crime que matou o personal Rodrigo Gama tem mais de duas mil páginas. Delegado detalha sobre investigações da morte de personal trainer em Caruaru O delegado Eric Costa, responsável pelas investigações do crime que provocou a morte do personal trainer Rogrigo Gama em uma academia do bairro Maurício de Nassau, em caruaru, no Agreste, divulgou detalhes a respeito das investigações do caso. De acordo com o delegado, a Polícia Civil já tem todas as informações do crime. Algumas das informações permanecem sob sigilo, de acordo com o delegado, para não interferir nas diligências e no cumprimento de outros mandados de prisão que estão em aberto. No entanto, o delegado afirmou que a polícia já tem as respostas a respeito da autoria do crime, do executor, do mandante e de todas as pessoas que, de forma direta ou indireta, participaram da ação. "Desde o dia do crime, nós colocamos uma equipe específica para trabalhar dentro desse inquérito. Foram diversas diligências, foram vidas mais de 80 pessoas dentro desse inquérito. O inquérito hoje conta com mais de duas mil páginas, é um inquérito extremamente longo, extremamente detalhado. O que eu posso adiantar é que a gente tem todas as respostas a respeito desse crime", disse o delegado Eric Costa. LEIA TAMBÉM: Rodrigo Gama foi morto com tiro na nuca dentro de academia Câmera de segurança flagrou o crime Personal foi morto com tiro na nuca Personal trainer é morto a tiros dentro de academia em Caruaru Rodrigo Gama, que era coordenador técnico da academia, foi morto com um tiro na nuca na manhã do dia 20 de fevereiro de 2023. Ele não resistiu e morreu dentro do estabelecimento. Câmeras de segurança flagraram o momento do crime. O suspeito efetuou três disparos contra a vítima, apenas um deles acertou o personal trainer, e depois fugiu. No vídeo é possível ver que o suspeito acompanha Rodrigo dentro da academia. Em um determinado momento, o personal trainer para ao lado de uma aluna, fica mexendo no celular e é abordado pelas costas pelo suspeito, que efetuou três disparos. De acordo com a Polícia Civil, o suspeito estava cadastrado no sistema da academia como Fabio Leite de Morais. No entanto, o delegado responsável pelo caso, Eric Costa, informou ao g1 que existe a possibilidade de o homem ter se matriculado utilizando documentos de identificação falsos.

Celimar de Meneses

Deixe um comentário