Professores da rede estadual paralisam atividades cobrando reajuste e melhorias, na PB


Assembleia acontece nesta quarta-feira (20) com o governo estadual para discutir as reivindicações da categoria. Professores estatudais paralisam suas atividades nesta quarta-feira, em João Pessoa Prefeitura de Patos/Divulgação Professores estaduais da Paraíba deflagraram nesta quarta-feira (20) uma paralisação na 1ª Gerência Regional de Educação, que compreende João Pessoa. Segundo o Sindicato dos Trabalhadores e Trabalhadoras em Educação do Estado da Paraíba (Sintep-PB), acontece uma assembleia com o governo estadual para discutir as reivindicações da categoria ainda nesta quarta. A Secretaria De Educação do Estado (SEE-PB) afirma que a paralisação deve durar apenas um dia para que os professores possam participar da assembleia. Mas, ressaltou que esta quarta-feira seria um dia letivo em todo estado. Apesar disso, conforme apuração do g1, algumas unidades da capital já estão sem aulas, como o Centro Estadual de Arte da Paraíba (Cearte) e a Vila Olímpica Parahyba. Entre os objetivos da paralisação estão a atualização do Plano de Cargos, Carreira e Remuneração (PCCR); reajuste salarial acima da inflação e mais qualidade na educação estadual com melhores condições de trabalho e concurso público para professoras(es) e equipes escolares. O sindicato afirma que um estado de greve será deflagrado caso o governo estadual não venha atender às reivindicações da categoria. Em dois dias de paralisação, cerca de 90% das escolas em todo estado ficam sem atividades, conforme o Sintep-PB. De acordo com o coordenador geral do sindicato, Antônio Arruda, é notória a insatisfação e a revolta de todos os trabalhadores da educação na Paraíba com o Governador João Azevedo que não cumpriu com suas promessas de campanha, principalmente no que se refere ao envio da proposta do PCCR para aprovação na Assembleia Legislativa. Vídeos mais assistidos do g1 Paraíba

Dino

Deixe um comentário