Desaprovação do governo Bolsonaro pula de 37% para 54% desde o início do ano, indica pesquisa Ideia

Desaprovação do governo Bolsonaro pula de 37% para 54% desde o início do ano, indica pesquisa Ideia
Pesquisa EXAME/IDEIA, divulgada nesta sexta-feira (23), apontou que a avaliação do governo Jair Bolsonaro chegou ao pior patamar desde que ele assumiu o cargo, em janeiro de 2019. Ao todo, 54% dos entrevistados desaprovam a maneira como ele trabalha. O índice era de 37% em janeiro de 2021. Outros 25% aprovam a gestão dele (era 26% em janeiro deste ano), e 20% nem aprovam ou desaprovam (era 24% no primeiro mês deste ano). De acordo com o levantamento, a desaprovação é maior na parcela de pessoas com idade entre 30 e 39 anos (57%) e entre os moradores das regiões Norte (60%) e Sudeste (58%). Na região Norte Bolsonaro tem o maior índice de aprovação (51% de aprovação). As estatísticas mais favoráveis ao presidente continuam predominantemente na e entre os evangélicos (44%), sua maior fortaleza. Foram entrevistadas 1.200 pessoas entre os dias 19 a 22 de abril. A margem de erro é de três pontos percentuais para mais ou para menos.
Compartilhar

Pesquisa EXAME/IDEIA, divulgada nesta sexta-feira (23), apontou que a avaliação do governo Jair Bolsonaro chegou ao pior patamar desde que ele assumiu o cargo, em janeiro de 2019. Ao todo, 54% dos entrevistados desaprovam a maneira como ele trabalha. O índice era de 37% em janeiro de 2021. 

Pesquisa EXAME/IDEIA, divulgada nesta sexta-feira (23), apontou que a avaliação do governo Jair Bolsonaro chegou ao pior patamar desde que ele assumiu o cargo, em janeiro de 2019. Ao todo, 54% dos entrevistados desaprovam a maneira como ele trabalha. O índice era de 37% em janeiro de 2021. Outros 25% aprovam a gestão dele (era 26% em janeiro deste ano), e 20% nem aprovam ou desaprovam (era 24% no primeiro mês deste ano). De acordo com o levantamento, a desaprovação é maior na parcela de pessoas com idade entre 30 e 39 anos (57%) e entre os moradores das regiões Norte (60%) e Sudeste (58%). Na região Norte Bolsonaro tem o maior índice de aprovação (51% de aprovação). As estatísticas mais favoráveis ao presidente continuam predominantemente na e entre os evangélicos (44%), sua maior fortaleza. Foram entrevistadas 1.200 pessoas entre os dias 19 a 22 de abril. A margem de erro é de três pontos percentuais para mais ou para menos.

Pesquisa EXAME/IDEIA, divulgada nesta sexta-feira (23), apontou que a avaliação do governo Jair Bolsonaro chegou ao pior patamar desde que ele assumiu o cargo, em janeiro de 2019. Ao todo, 54% dos entrevistados desaprovam a maneira como ele trabalha. O índice era de 37% em janeiro de 2021. Outros 25% aprovam a gestão dele (era 26% em janeiro deste ano), e 20% nem aprovam ou desaprovam (era 24% no primeiro mês deste ano). De acordo com o levantamento, a desaprovação é maior na parcela de pessoas com idade entre 30 e 39 anos (57%) e entre os moradores das regiões Norte (60%) e Sudeste (58%). Na região Norte Bolsonaro tem o maior índice de aprovação (51% de aprovação). As estatísticas mais favoráveis ao presidente continuam predominantemente na e entre os evangélicos (44%), sua maior fortaleza. Foram entrevistadas 1.200 pessoas entre os dias 19 a 22 de abril. A margem de erro é de três pontos percentuais para mais ou para menos. Outros 25% aprovam a gestão dele (era 26% em janeiro deste ano), e 20% nem aprovam ou desaprovam (era 24% no primeiro mês deste ano).

De acordo com o levantamento, a desaprovação é maior na parcela de pessoas com idade entre 30 e 39 anos (57%) e entre os moradores das regiões Norte (60%) e Sudeste (58%). Na região Norte Bolsonaro tem o maior índice de aprovação (51% de aprovação).

As estatísticas mais favoráveis ao presidente continuam predominantemente na  e entre os evangélicos (44%), sua maior fortaleza.

Foram entrevistadas 1.200 pessoas entre os dias 19 a 22 de abril. A margem de erro é de três pontos percentuais para mais ou para menos. 

Orlando Passos

Orlando Passos

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.