Cruzamento de dados diz que doses vencidas da AstraZeneca foram aplicadas em Caruaru e região; cidades negam


Garanhuns é citada como a cidade do interior com mais doses vencidas. Secretaria diz que 'não foram aplicadas vacinas contra a Covid-19 fora do prazo de validade no município'. Profissional da saúde com uma vacina da AstraZeneca produzida pelo Instituto Serum, da Índia Dinuka Liyanawatte/Reuters Um levantamento baseado no cruzamento de dados oficiais do governo federal aponta que moradores de 54 municípios de Caruaru e região podem ter recebido doses vencidas da vacina AstraZeneca contra a Covid-19. O trabalho dos pesquisadores Sabine Righetti, da Unicamp, e Estêvão Gamba, da Unifesp, foi publicado nesta sexta-feira (2) pelo jornal "Folha de S. Paulo". Levantamento indica que 26 mil doses vencidas da AstraZeneca foram aplicadas no Brasil Os dados, aos quais o G1 também teve acesso, indicam que o problema ocorreu com doses de oito lotes da vacina. (Confira a lista com os 54 municípios abaixo) Por meio de nota, a Secretaria de Saúde de Caruaru informou que o lote 4120z005 foi o primeiro lote de AstraZeneca a chegar no município. O recebimento foi no dia 26 de janeiro. "No dia 14 de abril de 2021, data de vencimento do lote, todas as doses já tinham sido aplicadas entre os dias 26/01 e 03/03", conforme informou a prefeitura. "As 36 doses que contam no sistema como aplicadas fora do prazo de validade, na verdade, trata-se de um erro no sistema do Ministério da Saúde, que já está sendo corrigido", destacou a Secretaria. O Ministério da Saúde disse que todas as doses são enviadas dentro do prazo e que, caso aplicações fora do período ocorram, é preciso passar por uma nova aplicação "respeitando um intervalo de 28 dias entre as doses". Também por meio de nota, a Secretaria de Saúde de Garanhuns informou que "não foram aplicadas vacinas contra a Covid-19 fora do prazo de validade no município. O que houve foi um equívoco no preenchimento das planilhas que alimentam os sistemas de informação, considerando os lotes 4120Z005 e 4120Z025 do imunizante da Astrazeneca/Fiocruz". "O lote 4120Z005 foi recebido em 27 de janeiro, com 1130 vacinas válidas até o dia 14 de abril de 2021, que foram aplicadas até o dia 5 de fevereiro. Já o lote 4120Z025 foi recebido em 4 de março de 2021, com 110 vacinas válidas até 4 de junho de 2021, que foram aplicadas até o dia 10 de março. Os dois lotes foram destinados para as primeiras doses de idosos com 85 anos ou mais", detalhou a secretaria. "Constatado o equívoco na digitação, a equipe da Secretaria está trabalhando para corrigir os dados no Sistema de Informação do Programa Nacional de Imunizações", concluiu a Secretaria de Saúde. Número de pessoas que teriam recebido as doses da vacina vencida O que diz o Governo de Pernambuco? A Secretaria Estadual de Saúde (SES-PE) informou que entrou em contato com o Conselho de Secretarias Municipais de Saúde (Cosems-PE) "para acionar os municípios que tiveram registro no sistema de aplicação de doses vencidas para que o gestor municipal, responsável pela aplicação das doses na população, avalie os casos, para verificar se a informação procede ou se foi erro de digitação, e faça a busca ativa das pessoas que efetivamente foram imunizadas com doses fora da validade". De acordo com a SES-PE, o possível erro foi de 1.268 doses, que representaria 0,02% do total de doses aplicadas. Em caso de administração de vacina vencida, a orientação do Ministério da Saúde é fazer a notificação do caso no e-SUS Notifica e acompanhar a pessoa que recebeu a dose. Essa dose não deverá ser considerada válida, sendo recomendada a revacinação com um intervalo de 28 dias após dose anteriormente administrada. Vídeos de Caruaru e Região
G1 > Caruaru e Região

G1 > Caruaru e Região

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.