Governo de PE libera eventos sociais, flexibiliza atividades corporativas e amplia horários de bares e restaurantes


Anúncio de nova etapa de plano de convivência com a Covid-19 foi feito, nesta sexta (2), pela internet. As medidas entram em vigor na segunda (5), em todo o estado. Horários são diferentes em cada região. Rodrigo Novas, André Longo e Ana Paula Vilaça participaram de entrevista coletiva, nesta sexta (2), no Recife Reprodução/Redes sociais O governo de Pernambuco anunciou, nesta sexta (2), a autorização para retomada de eventos sociais e flexibilização de atividades corporativas, em mais uma etapa de avanço no plano de convivência com a Covid-19. A partir de segunda (5), fica liberada, ainda, a ampliação do horário de comércio e serviços de academias, bares e restaurantes. Saiba como ser vacinado contra Covid no Grande Recife Veja ocupação dos leitos de UTI e enfermaria em PE Mapa do G1 mostra os números da pandemia em cada cidade As novas medidas são válidas para todo o estado. Os horários de funcionamento de serviços dependem de cada região. Mesmo com esse novo avanço, os eventos culturais, como shows e festas, permanecem proibidos. O anúncio foi feito durante entrevista coletiva concedida pela internet. Participaram os secretários estaduais de Saúde, André Longo, de Turismo, Rodrigo Novaes, além da executiva de Desenvolvimento Econômico, Ana Paula Vilaça. Segundo o estado, para liberar essas atividades, foram levados em conta os novos números da pandemia. Os dados mostraram a redução nos pedidos de leitos para casos graves. Segundo a nova fase do plano, na Macorregião I, que compreende o Grande Recife e parte da Zona da Mata e Agreste, estão autorizados os eventos sociais com 50 pessoas, 30% da capacidade do espaço ou o que for menor. São considerados eventos sociais aniversários, batizados e casamentos, por exemplo. Mesmo com a liberação dessas atividades, permanece proibida a música ao vivo. Eles podem acontecer das 8h às 23h, nos dias de semana, e das 8h às 22h, nos finais de semana. Nessas mesmas regiões, os eventos corporativos, que são as palestras, capacitações e feiras, por exemplo, podem receber 100 pessoas, 30% da capacidade do local, ou que for menor. Também permanece proibida a música ao vivo. O horário é das 8h às 22h, em qualquer dia da semana. Ainda segundo o plano, as colações de grau e cultos ecumênicos podem ter 100 pessoas, 30% da capacidade do local, o que for menor. Para as festas de colação, ficam proibidos bebidas alcoólicas e alimentos, além de som ao vivo. Eles podem ser realizados das 8h às 23h, nos dias de semana, e 8h às 22h, nos finais de semana e feriados. Cinema, teatro e circo podem receber 200 pessoas, 50% da capacidade do local ou que for menor. Os horários são das 9h às 23h, nos dias de semana, e 9h às 22h, nos finais de semana e feriados. Museus e espaços culturais podem ter um visitante a cada 20 metros quadrados, nas áreas expositivas internas, e um visitante a cada 10 metros quadrados, nas áreas expositivas externas. Os horários liberados são das 9h às 22h, em qualquer dia da semana. O funcionamento de parques temáticos, aquáticos e infantis depende da regulamentação de cada município, segundo o governo. Serviços Academias de ginástica no Grande Recife e em partes do Agreste e Zona da Mata poderão funcionar com 50% da utilização dos aparelhos de cardio. O horário permitido vai das 5h às 22h, em dias de semana, e das 5h às 18h, nos finais de semana e feriados. Bares, restaurantes e serviços de alimentação podem funcionar com 50% da capacidade do local. O horário é das 5h às 23h, em dias de semana, e 5h às 22h, nos finais de semana e feriados. Entram nessa fase também os estabelecimentos localizados em shoppings centers. A música ao vivo permanece proibida. O comércio varejista de bairro pode ter um cliente a cada 5 metros quadrados, na área interna das lojas, e um cliente a cada 10 metros quadrados, nas áreas de circulação. O horário é das 8h às 20h, nos dias de semana, e 9h às 19h, nos finais de semana e feriados. O comércio varejista de centros de cidades pode ter um cliente a cada 5 metros quadrados, na área interna das lojas, e um cliente a cada 10 metros quadrados nas áreas de circulação. O horário é das 8h às 20h, nos dias de semana, e 9h às 19h nos finais de semana e feriados. O plano determina que os municípios façam a regulamentação das atividades e do comércio de praias. As escolas devem manter o distanciamento de 1,5 metro entre as bancas escolares. Precisam, ainda, reduzir a quantidade de estudantes quando necessário. O horário vai das 6h às 22h. Igrejas e templos podem abrir com 50% da capacidade do local, 300 pessoas ou o que for menor. O horário é das 5h às 22h, em dias de semana, e das 5h às 21h, nos finais de semana e feriados. Confira, abaixo, como ficam as atividades a partir de segunda-feira (5): Atividades partir de 5/07 na Macro 1 Cidades Geres 1: Abreu e Lima, Araçoiaba, Cabo de Santo Agostinho, Camaragibe, Chã Grande, Chã de Alegria, Glória de Goitá, Fernando de Noronha, Igarassu, Ipojuca, Itamaracá, Itapissuma, Jaboatão dos Guararapes, Moreno, Olinda, Paulista, Pombos, Recife, São Lourenço da Mata e Vitória de Santo Antão. Geres 2: Bom Jardim, Buenos Aires, Carpina, Casinhas, Cumaru, Feira Nova, João Alfredo, Lagoa de Itaenga, Lagoa do Carro, Limoeiro, Machados, Nazaré da Mata, Orobó, Passira, Paudalho, Salgadinho, Surubim, Tracunhaém, Vertente do Lério, Vicência. Geres 3: Água Preta, Amaraji, Barreiros, Belém de Maria, Catende, Cortês, Escada, Gameleira, Jaqueira, Joaquim Nabuco, Lagoa dos Gatos, Maraial, Palmares, Primavera, Quipapá, Ribeirão, Rio Formoso, São Benedito do Sul, São José da Coroa Grande, Sirinhaém, Tamandaré, Xexéu. Geres 12: Goiana, Aliança, Camutanga, Condado, Ferreiros, Itambé, Itaquitinga, Macaparana, São Vicente Ferrer, Timbaúba. Outras regiões do estado Nas outras regiões do estado, que englobam partes dos Agreste e o Sertão, também houve avanços no plano. No entanto, algumas atividades nas Macrorregiões II, II e IV têm horários diferenciados, em relação ao Grande Recife. No interior, as academias podem funcionar com 50% da utilização dos aparelhos de cardio. O horário permitido é das 5h às 22h, em dias de semana, e das 5h às 18h, nos finais de semana e feriados. Nessas regiões, os serviços de alimentação estão autorizados a funcionar com 50% da capacidade do local. O horário é das 5h às 22h, em dias de semana, e das 5h às 21h, nos finais de semana e feriados. Essas medidas valem também para os estabelecimentos localizados em shoppings centers. Permanecem proibidas as apresentações de bandas e cantores. No comércio varejista de bairros, fica autorizada a presença de um cliente a cada 5 metros quadrados, em área interna de lojas, e 1 cliente a cada 10 metros quadrados, nas áreas de circulação. O horário vai das 8h às 20h, nos dias de semana, e 9h às 19h, nos finais de semana e feriados. O comércio centro pode funcionar com um cliente a cada 5 metros quadrados, em área interna de lojas, e um cliente a cada 10 metros quadrados nas áreas de circulação. O horário vai das 8h às 20h, nos dias de semana, das e 9h às 19h, nos finais de semana e feriados. As igrejas e templos podem abrir com 50% da capacidade do local, 300 pessoas, o que for menor. O horário é das 5h às 22h, em dias de semana, e 5h às 21h, nos finais de semana e feriados. Os polos de confecções podem funcionar das 5h às 20h, nos dias de semana, e das 6h às 20h nos finais de semana e feriados. Eventos No interior, os eventos corporativos podem contar com 100 pessoas, 30% da capacidade do local ou o que for menor. Eles estão autorizados das 8h às 22h, nos dias de semana, e das 8h às 21h, nos finais de semana e feriados, mas sem música ao vivo. Os eventos sociais estão liberados com 50 pessoas, 30% da capacidade do local ou o que for menor. A música ao vivo está proibida. Os horários vão das 8h às 22h, nos dias de semana, e 8h às 21h, nos fins de semana e feriados. Os circos, cinemas e teatros podem ter 200 pessoas, 50% da capacidade do local ou que for menor. O horário é das 9h às 22h, nos dias de semana, e das 9h às 21h, nos finais de semana e feriados. Atividades a partir de 05/07 nas macros 2, 3 e 4 Cidades Geres 4: Agrestina, Alagoinha, Altinho, Barra de Guabiraba, Belo Jardim , Bezerros, Bonito, Brejo da Madre de Deus, Cachoeirinha, Camocim de São Felix, Caruaru, Cupira, Frei Miguelinho, Gravatá, Ibirajuba, Jataúba, Jurema, Panelas, Pesqueira, Poção, Riacho das Almas, Sairé, Sanharó, Santa Cruz do Capibaribe, Santa Maria do Cambucá, São Bento do Uma, São Caetano, São Joaquim do Monte, Tacaimbó, Taquaritinga do Norte, Toritama, Vertentes. Geres 5: Águas Belas, Angelim, Bom Conselho, Brejão, Caetés, Calçados, Canhotinho, Capoeiras, Correntes, Garanhuns, Iati, Itaíba, Jucati, Jupi, Lagoa do Ouro, Lajedo, Palmerina, Paranatama, Saloá, São João, Terezinha. Geres 6: Arcoverde, Buíque, Custódia, Ibimirim, Inajá, Jatobá, Manarí, Pedra, Petrolândia, Sertânia, Tacaratu, Tupanatinga, Venturosa. Geres 7: Belém do São Francisco, Cedro, Mirandiba, Salgueiro, Serrita, Terra Nova, Verdejante. Geres 8: Afrânio, Cabrobó, Dormentes, Lagoa Grande, Orocó, Petrolina, Santa Maria da Boa Vista. Geres 9: Araripina, Bodocó, Exu, Granito, Ipubi, Moreilândia, Ouricuri, Parnamirim, Santa Cruz, Santa Filomena, Trindade. Geres 10: Afogados da Ingazeira, Brejinho, Carnaíba, Iguaraci, Ingazeira, Itapetim, Quixaba, Santa Terezinha, São José do Egito, Solidão, Tabira, Tuparetama. Geres 11: Betânia, Calumbi, Carnaubeira da Penha, Flores, Floresta, Itacuruba, Santa Cruz da Baixa Verde, São José do Belmonte, Serra Talhada, Triunfo. Análise da pandemia Leitos para pacientes com Covid-19 foram abertos em hospital de campanha na Policlínica e Maternidade Professor Barros Lima, no Recife Andréa Rêgo Barros/PCR/Divulgação Após a entrevista, o governo detalhou, por meio de nota, os dados da pandemia no estado. A taxa de transmissão, informou o estado, está abaixo de 1, há 21 dias. Esse número foi obtido pelo grupo Covid-19 Analytics, formado por pesquisadores de diversas áreas da Pontifícia Universidade Católica (PUC) do Rio de Janeiro. Em Pernambuco, a taxa é 0,77. De acordo com o governo, é a segunda menor do País, atrás de Sergipe (0,74). Essa taxa indica que cada grupo de 100 pessoas contaminadas pode transmitir o novo coronavírus para outras 80, em uma progressão decrescente. Sobre os leitos, o estado disse que, pela primeira vez desde outubro, a taxa de ocupação das UTIs está abaixo de 70%. Na semana epidemiológica (SE 25), encerrada em 26 de junho, a Central de Regulação Hospitalar registrou uma redução de 18,3% nas solicitações por vagas de terapia intensiva na rede pública. Assim, o governo disse que vai usar alguns leitos que estão sem pacientes e Covid para doentes com outras doenças. Este mês, 84 leitos serão reconvertidos, de início, apenas na Região Metropolitana do Recife, nos hospitais Agamenon Magalhães, Otávio de Freitas, Getúlio Vargas e do Tricentenário. VÍDEOS: Mais assistidos de Pernambuco
G1 > Caruaru e Região

G1 > Caruaru e Região

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.