SÃO PAULO – A Grendene (GRND3), calçadista dona de marcas como Melissa e Ipanema, anunciou nesta segunda-feira (5) que negocia uma joint venture com a 3G Radar para distribuir e comercializar seus produtos “em determinados mercados internacionais”. A gestora 3G Radar é parceira da 3G Capital, que tem entre os sócios os bilionários Jorge Paulo Lemann, Marcel Telles e Carlos Alberto Sicupira.

Em comunicado enviado ao mercado, a companhia informou que assinou, em caráter de exclusividade no dia 4 de julho, um memorando de entendimentos não vinculante com a 3G Radar Gestora de Recursos Ltda.

“A Companhia e a 3G Radar deverão envidar os melhores esforços para negociar e assinar um Acordo de Acionistas da JV e um Acordo Master de Distribuição e Franquia, a ser celebrado entre a JV e a Grendene em até 90 dias contados da data de assinatura do MOU”, escreveu a Grendene.

De acordo com o documento, a 3G Radar deterá 50,1% do capital social da joint venture e a Grendene, 49,9%.

As duas empresas se comprometem a investir inicialmente US$ 100 milhões nos 24 meses seguintes à assinatura do acordo, na proporção de suas respectivas proporções.

Na última sexta-feira (2), as ações da Grendene encerraram o pregão com alta de 6,75%, negociadas a R$ 10,60.

Quer trabalhar como assessor de investimentos? Entre no setor que paga as melhores remunerações de 2021. Inscreva-se no curso gratuito “Carreira no Mercado Financeiro”.

The post Grendene negocia joint venture com 3G Radar para distribuir e comercializar produtos no exterior appeared first on InfoMoney.

Deixe comentário

Seu endereço de e-mail não será publicado. Os campos necessários são marcados com *.