Vacinação da gripe para público geral, em João Pessoa, começa no dia 12 de julho


Por enquanto continuam sendo imunizados os grupos prioritários que já foram contemplados desde o início da campanha. Vacinação da gripe para público geral, em João Pessoa, começa no dia 12 de julho Secom-JP/Divulgação A 23ª Campanha Nacional de Vacinação contra a Influenza (gripe) será ampliada para a população em geral, em João Pessoa, apenas a partir da próxima segunda-feira (9). Até lá, continuam sendo imunizados os grupos prioritários que já foram contemplados desde o início da campanha. O objetivo da ampliação é garantir o alcance da meta de cobertura vacinal de pelo menos 90% dos grupos prioritários já definidos e garantir uma cobertura mais homogênea da população como um todo. Até a próxima segunda-feira, podem receber o imunizante: gestantes, puérperas e crianças de seis meses a menores de 5 anos, 11 meses e 29 dias; trabalhadores de saúde que atuam na rede hospitalar e especializada; professores; idosos a partir de 60 anos; pessoas com comorbidades; pessoas com deficiência permanente; caminhoneiros; trabalhadores de Transporte Coletivo Rodoviário de Passageiros Urbano e de Longo Curso; trabalhadores portuários; profissionais das Forças de Segurança e Salvamento e Forças Armadas; funcionários do Sistema de Privação de Liberdade; população privada de liberdade; adolescentes e jovens em medidas socioeducativas. Composta por vírus inativado, a vacina protege contra os três tipos de vírus que mais circulam no hemisfério sul: Influenza A (H1N1), Influenza B e Influenza A (H3N2). Há um alerta para quem se vacinou contra a Covid-19: essas pessoas deverão respeitar um intervalo de 14 dias para tomar outras vacinas do calendário vacinal, inclusive a desta campanha, que previne contra a influenza. Covid-19 e influenza: vacinação simultânea Qual das vacinas deve ser priorizada? Os dois imunizantes são essenciais e ajudam a evitar complicações respiratórias que exigem internação e podem até levar à morte. Se você fizer parte do público-alvo das duas campanhas em algum momento nos próximos meses, a prioridade deve ser dada à vacina contra a Covid-19. Mas a prioridade não deve ser confundida com exclusividade: é importante se vacinar contra a gripe na sequência, respeitando o prazo orientado pelos especialistas, como você verá a seguir. Posso tomar as vacinas contra a Covid-19 e a gripe juntas, no mesmo dia? Não. É preciso esperar 15 dias entre uma vacina e outra, segundo as orientações das autoridades em saúde pública. Mas qual a razão desse intervalo de duas semanas? Como as pesquisas a respeito do tema ainda não foram feitas, o Ministério da Saúde optou pela prudência, para evitar qualquer efeito colateral inesperado ou uma diminuição na efetividade dos imunizantes. Vamos a exemplos de como esse esquema vai funcionar na prática: você pode tomar a primeira dose da Coronavac e aguardar de 14 a 28 dias para receber a segunda dose desta mesma vacina. Daí é necessário esperar mais duas semanas para ser vacinado contra a gripe (que exige apenas uma dose para conferir proteção). Já no caso do imunizante AZD1222, de AstraZeneca e Universidade de Oxford, a ordem de vacinação muda, pois o prazo entre a primeira e a segunda dose é de três meses. Qual a importância de se vacinar contra essas duas doenças? Tanto gripe quanto Covid-19 são enfermidades que afetam o sistema respiratório, podem trazer complicações ou sequelas e até matar. Do ponto de vista individual, portanto, a vacinação diminui os riscos à saúde. Já na perspectiva coletiva, imunizar-se é uma atitude que protege toda a comunidade, pois quebra as cadeias de transmissão viral e impede a lotação de hospitais e unidades de terapia intensiva. Vídeos mais assistidos do G1 Paraíba
G1 > Paraíba

G1 > Paraíba

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.