Ação da Amazon sobe 4,7% e renova máxima histórica um dia após a posse do novo CEO

Amazon Mobile

SÃO PAULO – As ações da Amazon fecharam o pregão desta terça-feira (6) com ganhos de 4,7% na Nasdaq, nos EUA, a US$ 3.675,74. Com isso, os papéis renovaram a máxima histórica antes atingida em setembro de 2020, quando fecharam a US$ 3.531,45.

O rali, que representou o maior ganho do índice S&P 500 no dia, corresponde ao maior ganho diário para os papéis desde 4 de novembro de 2020, um dia após as eleições presidenciais americanas, quando as ações tiveram alta de 6,3%. No ano, os papéis sobem 12,9%.

Com o resultado de hoje, a Amazon encerrou o dia com valor de mercado de US$ 1,85 trilhão.

O marco veio um dia após a posse do novo CEO, Andy Jassy, que assumiu na segunda-feira (5) o cargo de Jeff Bezos, fundador da gigante do varejo eletrônico sediada na cidade de Seattle, nos EUA.

Leia também:
Fim de uma era: o que esperar da Amazon sem Jeff Bezos?

O movimento foi impulsionado pela decisão do Pentágono de cancelar o contrato para o projeto de computação em nuvem JEDI, assinado com a Microsoft, avaliado em US$ 10 bilhões. Em vez disso, buscará um acordo com a Microsoft e com a Amazon.

Criado em março de 2018, o projeto Joint Enterprise Defense Infrastructure (JEDI) era um contrato inicial de dois anos no qual uma empresa de tecnologia seria responsável por gerenciar os mais de 500 sistemas de nuvem do Pentágono.

O projeto foi alvo de contestações legais desde que foi concedido à Microsoft, em outubro de 2019. A Amazon, que perdeu a licitação, foi à Justiça argumentando que o processo era falho e injusto.

Quer trabalhar como assessor de investimentos? Entre no setor que paga as melhores remunerações de 2021. Inscreva-se no curso gratuito “Carreira no Mercado Financeiro”.

The post Ação da Amazon sobe 4,7% e renova máxima histórica um dia após a posse do novo CEO appeared first on InfoMoney.

Equipe InfoMoney

Equipe InfoMoney

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.