SÃO PAULO – Em um dia de maior aversão ao risco nos mercados globais, diante de preocupações com um menor crescimento econômico dada a disseminação da nova variante de coronavírus, a Delta, as criptomoedas não têm ficado de fora do movimento de queda dos mercados.

Com os investidores buscando ativos mais seguros, como títulos do governo americano, o Bitcoin apresentava queda de 6,4% em dólar por volta das 10h, em relação às 24 horas anteriores, negociado a US$ 32.613,67, segundo dados do CoinMarketCap.

A maioria das outras moedas digitais também apresentava queda, como é o caso do Ethereum, que tinha baixa da ordem de 9%, a US$ 2.162,75. A moeda meme, o Dogecoin, também tinha queda, de 9,4%, a US$ 0,2124.

As bolsas mundiais apresentavam queda generalizada nesta quinta-feira (8), em meio a novas restrições no Japão, que declarou estado de emergência em Tóquio, que sediará as Olimpíadas em poucos dias. Na Europa, as bolsas tinham baixa da ordem de 2%, caso do índice CAC-30, da França, que recuava 2,2%.

No Brasil, o Ibovespa Futuro também tinha desempenho negativo, de quase 2%.

Quer trabalhar como assessor de investimentos? Entre no setor que paga as melhores remunerações de 2021. Inscreva-se no curso gratuito “Carreira no Mercado Financeiro”.

The post Com aversão ao risco global, Bitcoin tem queda de mais de 6% e Ethereum afunda mais de 9%; demais criptomoedas também caem appeared first on InfoMoney.

Deixe comentário

Seu endereço de e-mail não será publicado. Os campos necessários são marcados com *.