Novo formato se tornou opção após cancelamento do Folia de Rua, neste ano. Mas também foi suspenso por causa do avanço da variante ômicrom do novo coronavírus. Festas de Carnaval em espaço fechado também são canceladas em João Pessoa TV Cabo Branco/Reprodução As festas de Carnaval que seriam realizadas em um espaço fechado, em João Pessoa, também foram canceladas, segundo informou o presidente do Folia de Rua, Sérgio Nóbrega, nesta segunda-feira (17). O novo formato se tornou alternativa após cancelamento dos eventos de rua, neste ano. Mas também foi suspenso por causa do avanço da variante ômicrom do novo coronavírus. Em nota, a diretoria do Folia de Rua disse que cancelou o evento diante da realidade de continuidade do enfrentamento à atual crise sanitária. A decisão foi tomada pela diretoria e referendada em assembleia geral da associação. O evento seria realizado de forma presencial no Espaço Cultural entre os dias 17 e 26 de fevereiro. LEIA TAMBÉM: Entenda o motivo que levou ao cancelamento do Folia de Rua A intenção era de que os eventos acontecessem em um local fechado para que houvesse um controle da quantidade de pessoas, já que o acesso seria liberado apenas após apresentação do passaporte da vacina e para que as pessoas usassem máscara. “A propagação dessa variante é rápida e achamos prudente levantar nossa preocupação no que se refere ao Folia de Rua e Carnaval Tradição. São eventos abertos, onde seria difícil qualquer tipo de controle. Conversamos com este setor e foi um consenso que deveríamos remodelar estas festividades", declarou o prefeito de João Pessoa. Cícero Lucena (PP), após a confirmação do primeiro caso da ômicrom no estado e o cancelamento das festas em locais abertos. Em nota, a associação dos blocos também agradeceu aos pessoensses pela compreensão. "A Folia de Rua está consolidada como maior evento carnavalesco da capital paraibana, responsável por proporcionar incremento na economia da cidade, gerando centenas de empregos diretos e indiretos. É uma manifestação cultural viva, democrática, inclusiva e plural, que pulsa efervescência e alegria nos corações paraibanos, sobretudo dos pessoenses, portanto uma chama que não se apaga", escreveu. O diretor da Funjope, Marcus Alves, disse que o Carnaval Tradição, que reúne agremiações como escolas de samba, ainda segue sem definição se será mantido ou também vai ser cancelado em modo presencia pelo segundo ano. “Estamos deixando que a própria associação e seus membros e associados definam o modelo de Carnaval que eles querem para marcar simbolicamente esse momento”, comentou ao Jornal da Paraíba. Vídeos mais assistidos do g1 Paraíba

Deixe comentário

Seu endereço de e-mail não será publicado. Os campos necessários são marcados com *.