A Guararapes (GUAR3) registrou prejuízo líquido de R$ 80,1 milhões no primeiro trimestre de 2022 (1T22), uma redução de 23,6% em relação ao mesmo trimestre de 2021.

O lucro antes juros, impostos, depreciação e amortização (Ebitda, na sigla em inglês) ajustado cresceu 84,5% no 1T22, totalizando R$ 61,8 milhões.

Já a margem Ebitda ajustada atingiu 3,6% nos três primeiros meses do ano, alta de 0,9 p.p. frente a margem registrada em 1T21.

Receitas da Riachuelo

A receita líquida somou R$ 1,735 bilhão entre janeiro e março deste ano, alta de 39,6% na comparação com igual etapa de 2021. Apenas a receita líquida de mercadorias, subiu 44,8%, para R$ 1,217 bilhão.

A Guararapes produziu 9,3 milhões de peças, faturando R$ 410,5 milhões para a Riachuelo, sendo que a participação dos produtos Guararapes atingiu 38% da venda total de vestuário.

Segundo a empresa, o início do ano foi marcado pelos desafios gerados em função da transmissão da variante Ômicron, com impacto principalmente nas três primeiras semanas de janeiro, e pela aceleração gradual do fluxo de clientes e do ritmo de vendas nos meses de fevereiro e março.

“No mês de abril, o ritmo de vendas de mercadorias se intensificou ainda mais”, escreveu.

Mais sobre resultado da Guararapes

O resultado financeiro líquido da Guararapes foi negativo em R$ milhões no primeiro trimestre de 2022, revertendo ganhos financeiros de R$ milhões na mesma etapa de 2021.

O lucro bruto atingiu a cifra de R$ 1,004 bilhão no primeiro trimestre de 2022, um aumento de 55,4% na comparação com igual etapa de 2021. A margem bruta foi de 48,6% no 1T22, baixa de 1,2 p.p. frente a margem do 1T21.

As despesas gerais e administrativas da Guararapes somaram R$ 258,3 milhões no 1T22, um crescimento de 0,3% em relação ao mesmo período de 2021.

No 1T22, os investimentos da companhia totalizaram R$ 121,1 milhões, compostos principalmente por investimentos em tecnologia e na transformação digital, além de expansão de lojas e remodelações.

A dívida líquida da Guararapes ficou em R$ 1,871 bilhão no final de março de 2022, uma elevação de 68,5% em relação ao mesmo período de 2021.

O indicador de alavancagem financeira, medido pela dívida líquida/Ebitda ajustado, ficou em 2,7 vezes em março/22, queda de 4,1 vezes em relação ao mesmo período de 2021.

Oportunidade de compra? Estrategista da XP revela 6 ações baratas para comprar hoje. Assista aqui.

The post Dona da Riachuelo, Guararapes (GUAR3) registra prejuízo de R$ 80,1 mi, queda de 23,6% appeared first on InfoMoney.

Deixe comentário

Seu endereço de e-mail não será publicado. Os campos necessários são marcados com *.