graficos criptomoedas

O Ibovespa futuro opera em alta no início do pré-mercado desta sexta-feira (13). O contrato para junho, às 9h31, avança 0,39%, aos 107.340  pontos, acompanhando a performance das principais bolsas internacionais.

Nos Estados Unidos, os futuros têm tendência de alta, se recuperando da sequência de dois dias de queda, em um dia, ao menos até então, sem muitos gatilhos. O contrato do Dow Jones para junho avança 0,74%, do S&P 500, 1,09%, e o da Nasdaq, 1,64%.

Na Europa, a mesma coisa. Os índices avançam e se recuperam parcialmente das fortes quedas de ontem. O DAX, da Alemanha, sobe 1,43%. O FTSE, do Reino Unido, avança 1,59%. O CAC 40, da França, tem alta de 1,50%. O STOXX 600, de toda a zona do euro, opera com mais 1,39%.

“As bolsas internacionais dão uma trégua na tendência de baixa, embora os temores que levaram aos declínios recentes, incluindo inflação e risco de recessão, permaneçam no radar. Ainda assim, os índices americanos S&P 500 e Nasdaq caminham para a sexta semana consecutiva de queda”, comenta a XP, em seu morning call

Segundo os analistas da corretora, o mercado hoje deve acompanhar as falas de dirigentes do Federal Reserve e do Banco Central Europeu (BCE) que participarão de eventos, enquanto investidores ficam de olho também na divulgação do Índice de Sentimento do Consumidor preliminar dos EUA em maio.

Na Ásia, as bolsas também se recuperaram. O Nikkei, do Japão, fechou em alta de 2,64%. O HSI, de Hong Kong, avançou 2,68%. O Kospi, da Coreia do Sul, teve alta de 2,12%. O Shanghai, da China continental, que ontem já havia fechado em alta, foi o que menos avançou, subindo 0,96%.

As commodities também apresentam tendência de recuperação nesta sexta. O barril Brent para junho sobe 1,50%, a US$ 107,73. O minério de ferro no porto chinês de Dalian teve alta de 0,98%, a US$ 121,23 a tonelada.

No Brasil, balanços são destaque

A agenda brasileira nesta sexta-feira está esvaziada. “Com a agenda local sem grandes movimentações, a atenção fica por conta dos destaques globais”, comentam os analistas da XP.

O mercado deve, porém, reagir à bateria de balanços trimestrais divulgados na noite de ontem e hoje mais cedo. Empresas como B3 (B3SA3), MRV (MRVE3) e Locaweb (LWSA3) foram algumas que trouxeram seus números ao público.

Confira a cobertura completa da safra de resultados do primeiro trimestre do InfoMoney!

A curva de juros segue instável, entre alta e baixa. A taxa do DI para 2023 cai dois pontos-base (a 13,38%), bem como a do DI para 2025 (12,50%). O DI para 2027 e 2029 têm queda de cinco pontos, respectivamente, para 12,28% e 12,36%.

O dólar futuro opera instável também, e recuava 0,15%, a R$ 5,154. O dólar comercial recua 0,22%, a R$ 5,128 na compra e a R$ 5,129 na venda.

Análise técnica por Pamela Semezatto, analista de investimentos e especialista em day trader da Clear Corretora

Ibovespa

“Mudando um pouco o comportamento com o dia de ontem, que deu boa continuidade na alta, mas ainda cedo para falar em reversão dessa queda ou em tendência de ganhos. A tendência é indefinida no momento, enquanto não romper os 100 mil ou os 121.700 pontos”.

Dólar

“Segue sem mostrar força para compras ou para vendas. Caso rompa o suporte de R$ 5,13, podemos esperar por uma retomada da tendencia de baixa. Caso contrário, espero por testes na região de resistência forte em R$ 5,27 e R$ 5,34”

Oportunidade de compra? Estrategista da XP revela 6 ações baratas para comprar hoje. Assista aqui.

The post Ibovespa futuro acompanha mercados internacionais e opera em alta; dólar cai appeared first on InfoMoney.

Deixe comentário

Seu endereço de e-mail não será publicado. Os campos necessários são marcados com *.