Repercute em todo o país a morte em Pernambuco do cineasta Breno Silveira, de infarto fulminante, aos 58 anos

Ele dirigia as primeiras cenas do filme “Dona Vitória” num engenho na cidade de Vicência. Em imagens divulgadas, é possível vê-lo de boné orientando a atriz que vive a personagem principal da história na infância.

De acordo com membros da equipe de filmagem, Breno chegou a ter uma queda de pressão quando dirigia a cena, mas melhorou em seguida.

Mais tarde, o diretor, que tinha acordado bem, segundo relatos, sentiu uma forte taquicardia e foi levado ao hospital da região, aonde chegou já sem vida. A cena foi rodada num engenho, na Fazenda Jundiá.

Fernanda Montenegro, que vive a personagem-título, não acompanhava as filmagens. A atriz só começaria a rodar suas cenas nas próximas semanas.

Nascido em Brasília, sua primeira participação notória foi no longa-metragem Carlota Joaquina (lançado em 1995), de Carla Camurati como diretor de fotografia. Também dirigiu a fotografia de Eu Tu Eles, de Andrucha Waddington, trabalho que lhe valeu o prêmio de melhor fotografia no Grande Prêmio Cinema Brasil 2000. 

Dirigiu campanhas publicitárias  para a televisão, e tem prêmios da MTV por trabalhos em diversos videoclipes. Estreou na direção geral de algum projeto, em 2001 no documentário para televisão Mar sem fim, sobre o navegador Amyr Klink. 

Na direção de um longa-metragem, Breno, estreou somente em 2005, no filme Dois Filhos de Francisco, a história da infância até o sucesso nacional de Zezé di Camargo e Luciano. Na época o filme ficou em primeiro lugar no ranking da retomada com mais de cinco milhões de espectadores, sendo considerado como o filme brasileiro mais visto no ano.

Deixe comentário

Seu endereço de e-mail não será publicado. Os campos necessários são marcados com *.