Com índices abaixo da meta, PE deflagra campanha para vacinar crianças e jovens contra pólio e outras doenças


Ação começa na segunda (8), em 2,4 mil salas de imunização em todo o estado. Iniciativa segue até o dia 9 de setembro. 'Dia D' ocorre em 20 de agosto. Vacina contra Covid-19 é aplicada no Recife Ikamahã/Secretaria de Saúde do Recife Com coberturas menores do que as metas estabelecidas pelo Ministério da Saúde, Pernambuco dá início na segunda (8) a uma campanha de multivacinação. A iniciativa prevê imunização contra a pólio e outras doenças, contemplando crianças e adolescentes. No estado, serão 2,4 mil salas para aplicação das doses. As campanhas seguem até o dia 9 de setembro. O 'Dia D' de mobilização nacional está marcado para 20 de agosto. Compartilhe no WhatsApp Compartilhe no Telegram Uma das vacinas previstas na ação é a contra a poliomielite, doença que causa a paralisia infantil. O imunizante a pode ser aplicado em crianças acima de 1 ano e abaixo de 5 anos. Em Pernambuco, 667.338 pessoas nesta faixa etária estão aptas a receber as doses. Até este domingo (7), a cobertura de vacina contra a poliomielite no estado estava em 43,83% do público-alvo. A meta do Ministério da Saúde é chegar a 90%. Na estratégia de multivacinação, pode se vacinar qualquer pessoa com menos de 15 anos que ainda não tenha se vacinado ou cujo esquema vacinal esteja incompleto em relação ao Calendário Nacional de Vacinação. Leia Mais Baixa vacinação contra pólio no Brasil e novos casos no mundo acendem alerta para risco de volta da doença já erradicada no país Como Brasil entrou em lista de 'alto risco' de volta da pólio O Brasil não tem casos de poliomielite desde 1990. Mas a queda nas coberturas preocupa pelo risco da reintrodução de doenças, como ocorreu com o sarampo. Entre os imunizantes atendidos pela campanha com cobertura considerada baixa no Estado estão a tríplice viral (64,02% na primeira dose e 37,30% na segunda dose), hepatites A (52,08%) e B (59,05%) e rotavírus (55,26%). O objetivo também é chegar até a marca de 90%. Para dar conta do esforço, cerca de 2 milhões de doses de vacinas foram enviadas a Pernambuco pelo Programa Nacional de Imunização (PNI). Segundo a Secretaria Estadual de Saúde, as vacinas presentes nas duas campanhas podem ser ministradas de maneira simultânea ou com qualquer intervalo de tempo em relação aos imunizantes contra a Covid-19. No Recife, os imunizantes estarão disponíveis em todas as mais de 150 unidades de saúde. A lista completa pode ser consulta aqui. Na Capital, as doses serão aplicadas de segunda a sexta-feira, das 8h às 16h. A recomendação do município é que os pais levem seus filhos à unidade de saúde mais perto de casa, para que a necessidade de aplicação seja avaliada caso a caso. Ao todo, 17 imunizantes estarão disponíveis para as crianças e adolescentes, dependendo da idade. Na cidade, com exceção da febre amarela, as cobertura das principais vacinas incluídas na campanha estão em queda nos últimos anos. Veja índices de imunização na capital Pentavalente 2018: 93,53% 2019: 69,95% 2020: 68,43% 2021: 62,37% 2022: 58,80% (até junho) Poliomielite 2018: 89,76% 2019: 72,27% 2020: 67,77% 2021: 62,40% 2022: 56,54% (até junho) Pneumocócica 10 2018: 96,22% 2019: 77,54% 2020: 73,54% 2021: 66,62% 2022: 63,82% (até junho) Rotavírus 2018: 84,40% 2019: 72,71% 2020: 68,89% 2021: 62,94% 2022: 57,30% (até junho) Meningocócica C 2018: 81,42% 2019: 74,42% 2020: 69,07% 2021: 63,57% 2022: 60,72% (até junho) Febre amarela 2020: 10,32% 2021: 35,65% 2022: 33,74% (até junho) VÍDEOS: Mais vistos de Pernambuco nos últimos 7 dias
G1 > Caruaru e Região

G1 > Caruaru e Região

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.