IGC reduz projeção da safra global de grãos para 2,255 bilhões de toneladas

O Conselho Internacional de Grãos (IGC, na sigla em inglês) reduziu sua previsão de produção global de grãos na temporada 2022/23 para 2,255 bilhões de toneladas, ante 2,256 bilhões de toneladas da previsão anterior, de acordo com relatório mensal. Segundo o conselho, a previsão leva em consideração principalmente a redução na estimativa do trigo.

“O foco está nas perspectivas dos principais exportadores do Hemisfério Sul, com crescente preocupação com as safras de inverno na Argentina”, disse o IGC em relatório.

Caso confirmado, o volume total da produção será 1,48% menor do que o estimado para a temporada 2021/22, de 2,289 bilhões de toneladas.

A estimativa para o consumo mundial de grãos foi elevada de 2,271 bilhões de toneladas para 2,272 bilhões de toneladas. A previsão de estoques passou de 584 milhões de toneladas para 580 milhões de toneladas. O IGC afirmou que esta é a primeira redução anual desde a temporada 2015/16, “ligada principalmente à redução da alimentação e da absorção industrial”.

Para a soja em 2022/23, o IGC aumentou a estimativa de produção em 2 milhões de toneladas. A previsão passou de 386 milhões de toneladas estimadas em outubro para 388 milhões de toneladas no relatório atual, em comparação com os 356 milhões de toneladas de 2021/22. Segundo o IGC, a previsão considera os ganhos de produção do Hemisfério Sul, liderados pelo Brasil.

A projeção de consumo da oleaginosa foi elevada em 1 milhão de toneladas em relação a outubro, para 379 milhões de toneladas, ante 366 milhões de toneladas no ciclo anterior. Já a projeção de estoques foi mantida em 54 milhões de toneladas. O volume do estoque final de soja de 2021/22 caiu de 46 milhões de toneladas para 45 milhões de toneladas.

Quanto ao milho, o conselho manteve a estimativa de produção em 1,166 bilhão de toneladas em 2022/23. O volume representa queda de 56 milhões de toneladas ante o resultado de 1,219 bilhão de toneladas projetado para 2021/22. O consumo foi elevado de 1,188 bilhão de toneladas para 1,190 bilhão de toneladas, ante 1,217 bilhão de toneladas projetadas para 2021/22. Os estoques passaram de 258 milhões de toneladas para 257 milhões de toneladas.

Em relação ao trigo, na temporada 2022/23, o IGC reduziu a produção de 792 milhões de toneladas para 791 milhões de toneladas. Ainda assim, o volume continua maior do que as 781 milhões de toneladas previstas para 2021/22. A estimativa de consumo foi mantida em 784 milhões de toneladas, enquanto para 2021/22 ela também é de 784 milhões de toneladas. A perspectiva para os estoques foi reduzida em 4 milhões de toneladas, para 282 milhões de toneladas, enquanto para 2021/22 a estimativa é de 275 milhões de toneladas.

Para a safra 2021/22, o IGC reduziu sua previsão de produção global de grãos de 2,290 bilhões de toneladas em outubro para 2,289 bilhões de toneladas em novembro. Em relação ao consumo mundial de grãos, a entidade registrou avanço. A previsão passou de 2,293 bilhões de toneladas para 2,295 bilhões de toneladas. A previsão de estoques finais foi reduzida de 600 milhões de toneladas para 597 milhões de toneladas.

Conheça as estratégias usadas pelos maiores investidores do mundo. Cadastre-se e aumente seus ganhos na Bolsa de Valores.

The post IGC reduz projeção da safra global de grãos para 2,255 bilhões de toneladas appeared first on InfoMoney.

Estadão Conteúdo

Estadão Conteúdo

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.