Oi (OIBR3): assembleia que votaria grupamento de ações não acontece por falta de quórum

Loja da Oi Móvel/Oi telecomunicações em São Paulo

A Oi (OIBR3;OIBR4) informou, em comunicado ao mercado na noite desta sexta-feira (18), que a Assembleia Geral Extraordinária em que seria votada a proposta de grupamento das ações da companhia não foi realizada nesta sexta-feira (18).

A assembleia não foi realizada por não ter sido alcançado o quórum mínimo legal exigido em primeira convocação. A administração da companhia providenciará, oportunamente, a segunda convocação da AGE, sendo que, em segunda convocação, a AGE será instalada com a presença de qualquer número de acionistas, destacou a empresa.

Estiveram presentes acionistas representando 12,1% das ações ordinárias, 8,3% das ações preferenciais, e, portanto, 12% do capital social total da companhia, não perfazendo o quórum necessário para a instalação da AGE em primeira convocação.

Leia mais:

A companhia havia proposto em outubro, após aprovação pelo Conselho de Administração, o grupamento da totalidade das ações ordinárias e preferenciais de emissão da empresa, ambas na proporção de 50 ações de cada espécie para 1 ação da mesma espécie.

A proposta de grupamento, neste caso, foi desencadeada por uma regra do mercado de capitais brasileiro para evitar volatilidade e especulação.

Quando uma ação é negociada a menos de R$ 1 por 30 dias consecutivos, a empresa é notificada pela B3 para que os papéis sejam agrupados e superem esse valor. No caso da Oi, os ativos ON já estavam valendo centavos desde fevereiro deste ano. A empresa ainda conseguiu, por diversas vezes, prorrogar o grupamento.

A ação OIBR3 fechou a sessão desta sexta-feira a R$ 0,18, enquanto OIBR4 fechou a R$ 0,51.

Nesta sexta, os ativos ordinários fecharam com ganhos de 12,50%. Além do baixo valor de face que leva a uma forte volatilidade dos papéis, uma outra notícia esteve no radar da companhia.

Segundo informações do Broadcast, o Ministério Público alegou que a Oi já cumpriu todas as obrigações previstas para os primeiros dois anos do plano e enviou ao juiz responsável pelo caso um requerimento de encerramento da recuperação  judicial.

Conheça as estratégias usadas pelos maiores investidores do mundo. Cadastre-se e aumente seus ganhos na Bolsa de Valores.

The post Oi (OIBR3): assembleia que votaria grupamento de ações não acontece por falta de quórum appeared first on InfoMoney.

Equipe InfoMoney

Equipe InfoMoney

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Oi (OIBR3): assembleia que votaria grupamento de ações não acontece por falta de quórum

Loja da Oi Móvel/Oi telecomunicações em São Paulo

A Oi (OIBR3;OIBR4) informou, em comunicado ao mercado na noite desta sexta-feira (18), que a Assembleia Geral Extraordinária em que seria votada a proposta de grupamento das ações da companhia não foi realizada nesta sexta-feira (18).

A assembleia não foi realizada por não ter sido alcançado o quórum mínimo legal exigido em primeira convocação. A administração da companhia providenciará, oportunamente, a segunda convocação da AGE, sendo que, em segunda convocação, a AGE será instalada com a presença de qualquer número de acionistas, destacou a empresa.

Estiveram presentes acionistas representando 12,1% das ações ordinárias, 8,3% das ações preferenciais, e, portanto, 12% do capital social total da companhia, não perfazendo o quórum necessário para a instalação da AGE em primeira convocação.

Leia mais:

A companhia havia proposto em outubro, após aprovação pelo Conselho de Administração, o grupamento da totalidade das ações ordinárias e preferenciais de emissão da empresa, ambas na proporção de 50 ações de cada espécie para 1 ação da mesma espécie.

A proposta de grupamento, neste caso, foi desencadeada por uma regra do mercado de capitais brasileiro para evitar volatilidade e especulação.

Quando uma ação é negociada a menos de R$ 1 por 30 dias consecutivos, a empresa é notificada pela B3 para que os papéis sejam agrupados e superem esse valor. No caso da Oi, os ativos ON já estavam valendo centavos desde fevereiro deste ano. A empresa ainda conseguiu, por diversas vezes, prorrogar o grupamento.

A ação OIBR3 fechou a sessão desta sexta-feira a R$ 0,18, enquanto OIBR4 fechou a R$ 0,51.

Nesta sexta, os ativos ordinários fecharam com ganhos de 12,50%. Além do baixo valor de face que leva a uma forte volatilidade dos papéis, uma outra notícia esteve no radar da companhia.

Segundo informações do Broadcast, o Ministério Público alegou que a Oi já cumpriu todas as obrigações previstas para os primeiros dois anos do plano e enviou ao juiz responsável pelo caso um requerimento de encerramento da recuperação  judicial.

Conheça as estratégias usadas pelos maiores investidores do mundo. Cadastre-se e aumente seus ganhos na Bolsa de Valores.

The post Oi (OIBR3): assembleia que votaria grupamento de ações não acontece por falta de quórum appeared first on InfoMoney.

Equipe InfoMoney

Equipe InfoMoney

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.