Ibovespa fecha em alta de 0,81% com alternativa à PEC da Transição; dólar cai, na contramão global

bolsa ações mercados alta up sobe índices

O Ibovespa conseguiu terminar o primeiro pregão da semana no terreno positivo, depois de mais uma sessão de forte volatilidade. O mercado repercutiu alternativas de texto para a PEC da Transição, mostrando que o gasto do futuro governo pode ser menor e ainda assim atender a grande parte das promessas feitas em campanha.

Para os economistas consultados semanalmente pelo banco central, as perspectivas para a economia voltaram a se deteriorar. O boletim Focus desta segunda-feira indicou mais um aumento nas perspectivas de inflação e juros para 2023.

Para Marcos Olmos, sócio da VOX Capital, o boletim refletiu a atual narrativa “truncada” sobre disciplina fiscal.

“Nossos resultados de exportações continuam fortes, mas uma esperada redução da atividade econômica global – não por menos, diante do cenário pessimista nos Estados Unidos – poderá derrubar preços de ativos locais ainda mais”, disse ele.

O Ibovespa fechou em alta de 0,81%, aos 109.748 pontos. O giro financeiro desta segunda-feira foi de R$ 37,2 bilhões.

Ações de peso da carteira impediram uma alta mais expressiva do índice. Os casos de Covid-19 na China aumentaram e há registro de mortos pela doença pela primeira vez em meses.

“Há um impacto negativo sobre os mercados, em particular o de commodities, que vinham num período de alta – afetando também os papéis locais do setor”, afirma Olmos.

Vale (VALE3) fechou em baixa de 1,13%. Petrobras (PETR3;PETR4) ainda conseguiu terminar o dia com leve alta, driblando mais uma sessão de perdas para o petróleo no mercado internacional.

Falando em estatais, o mercado deixou claro o seu apreço por privatizações dessas empresas. Copel (CPLE6) foi a maior alta do Ibovespa com folga depois que a companhia informou sobre o interesse do governo do Paraná em diluir sua participação na companhia. Cemig (CMIG4) fechou entre as maiores altas do índice – e a valorização também foi vista em Sabesp (SBSP3) e Sanepar (SAPR3).

Na ponta contrária, empresas exportadores de papel e celulose. Klabin (KLBN11) e Suzano (SUZB3) lideraram as perdas do Ibovespa neste início de semana. O câmbio também contribuiu com esse cenário.

O dólar recuou diante do real, na contramão da valorização da moeda norte-americana frente a moedas mais fortes pelo mundo. O índice dólar, DXY, subiu 0,83%. O dólar comercial, por sua vez, recuou 1,2%, para R$ 5,310 na compra e R$ 5,311 na venda.

No mercado de juros futuros, os contratos de maior liquidez cederam entre 15 e 30 pontos-base na sessão de hoje.

Nos Estados Unidos, a semana também começou com uma sessão volátil e Bolsas em baixa no final do dia. Os temores sobre o impacto global da nova onda de Covid na China  voltaram a abater os índices.

O Dow Jones caiu 0,13%. aos 33.700 pontos; o S&P 500 recuou 0,39%, aos 3.949 pontos; e a Nasdaq fechou em queda de 1,09%, aos 11.024 pontos.

“Ainda não se pode dizer a extensão do impacto potencial da alta de casos de Covid, mas é prudente se preparar para mais pessimismo até o final do ano. Com volumes tipicamente reduzidos nesta época, alguns movimentos podem ter impacto desproporcional nos mercados, gerando volatilidade adicional”, conclui Olmos, da VOX Capital.

Conheça as estratégias usadas pelos maiores investidores do mundo. Cadastre-se e aumente seus ganhos na Bolsa de Valores.

The post Ibovespa fecha em alta de 0,81% com alternativa à PEC da Transição; dólar cai, na contramão global appeared first on InfoMoney.

Mitchel Diniz

Mitchel Diniz

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.