Sanepar (SAPR11), Cemig (CMIG4), Sabesp (SBSP3) e mais estatais estaduais disparam com “efeito Copel”

Maior alta do Ibovespa nos negócios desta segunda-feira (21), a Copel (CPLE6) tem efeito sobre outras estatais estaduais listas na Bolsa brasileira hoje. Às 15h (horário de Brasília, a mineira Cemig (CMIG4) era a segunda maior alta  do índice, subindo 9,09%, a R$ 11,28. Sabesp (SBSP3) também estava entre os maiores ganhos do Ibovespa, avançando 6,32%, a R$ 14,47.

Fora do índice, a também paranaense Sanepar (SAPR11), como a Copel, também registrava fortes ganhos, de 15,61%, a R$ 19,55, no mesmo horário. Também em forte alta, estava a empresa de saneamento Copasa (CSMG3), com alta de 5,91%, a R$ 15,40.

A Copel informou hoje que recebeu do governo do Paraná, seu controlador, um comunicado sobre a intenção do estado de transformar a elétrica em companhia de capital disperso, sem acionista controlador.

Segundo o comunicado, a ideia é que o governo paranaense permaneça com 15% do capital social total da elétrica, e de 10% da quantidade total de votos conferidos pelas ações com direito a voto.

A transformação da Copel em uma “corporation” se daria através de oferta pública secundária de ações e/ou units, conforme plano do governo paranaense.

Assim, o mercado, simpático a privatizações, também está dando destaque positivo a outras estatais estaduais hoje, na esteira da Copel.

“O mercado parece estar precificando um caminho parecido nessas empresas”, afirma Felipe Cima, Operador de Renda Variável da Manchester Investimentos.

“Fica claro o quanto o mercado vê ineficiências operacionais nessas empresas que são decorrentes da posição governamental nessas companhias”, complementa. “O que se aprendeu nesses últimos anos é que o mercado é um alocador mais eficiente que o Estado”.

Cabe destacar também que, no radar das empresas, tanto Cemig quanto Sabesp também têm suas próprias notícias a serem precificadas na sessão desta segunda-feira. Confira abaixo:

Sabesp: Citi eleva preço-alvo e recomendação da estatal paulista

O Citi começou a semana dando um upgrade nas avaliações sobre o papel SBSP3. A melhora está relacionada a perspectivas sobre a gestão de Tarcísio de Freitas, eleito governador de São Paulo em segundo turno.

“O governador eleito apoiou a privatização da companhia ao longo de sua campanha e achamos que ele deverá colocar isso em prática mais adiante”, escreveram os analistas Antônio Junqueira e Guilherme Bosso.

“O catalisador mais relevante, em nossa visão, será a escolha de uma diretoria alinhada com o objetivo de privatizar a companhia”.

O Citi também menciona que o marco legal do saneamento poderá ser benéfico para a operação e diz ainda que a Sabesp tem potencial para ser um dos principais players do setor.

Por enquanto, segundo os analistas, a estatal continua apresentando resultados abaixo do Ebitda regulatório – caso essa diferença seja eliminada, os papéis poderiam chegar a R$ 108.

O Citi reiterou recomendação de compra para SBSP3, mas elevou seu preço-alvo de R$ 55 para R$ 70. O potencial de alta é de 26,7% em relação ao fechamento da última sexta-feira (18).

Cemig: subsidiária vai aumentar investimentos em energia Solar

De acordo com o Estadão, a Cemig se prepara para investir R$ 500 milhões em energia solar por meio de sua subsidiária Cemig SIM. Os recursos vão ser utilizados na construção de 20 usinas fotovoltaicas. De acordo com a reportagem, elas serão implantadas em 15 municípios de Minas Gerais, adicionando 70 MWp (megawatts-pico)  ao portfólio da empresa.

Além de a avançar em um modelo de transição energética, a Cemig também se beneficiaria compensando parte da perdas de clientes da distribuidora para geração distribuída.

Em termos de privatização, a situação de Minas Gerais é um pouco diferente da de São Paulo. Apesar do governador Romeu Zema (Novo) ter sido reeleito no primeiro turno, a alienação de uma empresa estatal no estado necessita ser aprovada por três quintos dos votos da Assembleia Legislativa e em um referendo popular.

A opção de alterar a Constituição do Estado também exigiria uma maioria de três quintos dos votos.

“A impressão que me dá é que a privatização pode sair tanto no Paraná quanto em São Paulo. Em Minas Gerais, me parece mais difícil”, disse João Abdouni, analista da Inv.

Conheça as estratégias usadas pelos maiores investidores do mundo. Cadastre-se e aumente seus ganhos na Bolsa de Valores.

The post Sanepar (SAPR11), Cemig (CMIG4), Sabesp (SBSP3) e mais estatais estaduais disparam com “efeito Copel” appeared first on InfoMoney.

Mitchel Diniz

Mitchel Diniz

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.