Suspeito de assaltar loja distribuidora de joias de pratas é preso, em Bayeux, na Grande João Pessoa


Outros dois suspeitos ainda não foram encontrados. Trio se passou por clientes e, armados, assaltaram a loja de pratas no Centro de João Pessoa. Criminosos se passam por clientes e assaltam loja distribuidora de joias de pratas, em João Pessoa Reprodução/TV Cabo Branco Foi preso na tarde desta quarta-feira (23) um dos suspeitos de assaltar uma loja distribuidora de joias de pratas no fim da tarde de terça-feira (22), no Centro de João Pessoa. Segundo o delegado João Paulo Amazonas, o homem estava escondido em Bayeux e foi localizado após uma denúncia. O delegado informou que o suspeito assumiu a participação no crime. Com ele, a polícia encontrou parte da mercadoria levada no assalto, além de uma arma de fogo que pode ter sido utilizada no crime. O suspeito foi levado para a Central de Polícia de João Pessoa. Outros dois suspeitos de envolvimento no assalto, um homem e uma mulher, ainda não foram encontrados. Segundo a Polícia Civil, os três participantes são da região de Cabedelo, também na Grande João Pessoa. Denúncias anônimas podem ser realizadas através dos contatos 190, da Polícia Militar, e 197, da Polícia Civil. Relembre o caso Dois homens e uma mulher se passaram por clientes da loja e fizeram algumas solicitações e pedidos de alguns produtos. Após alguns minutos, um dos homens sacou uma arma de fogo e anunciou o assalto. Os clientes e funcionários foram feitos reféns, e a mulher que participou do assalto começou a recolher os materiais da loja. Uma das funcionárias do estabelecimento que presenciou a ação criminosa e não quis se identificar, relatou que diversos objetos foram levados da loja. “Era por volta das 18h, quando nós fomos abordados por dois homens e uma mulher, se passando por clientes. Sacaram uma arma, uma pistola, e a mulher saiu recolhendo tudo que tinha na loja. Levaram pouco mais de 30 quilos de correntaria, anéis, pulseiras, balança de precisão, levaram caixas de produtos. A loja estava cheia. Me bateram, meu supercílio ainda tá inchado”, relatou a funcionária. De acordo com as imagens do circuito interno de segurança do estabelecimento, que capturou a ação, a abordagem dos criminosos durou cerca de oito minutos. Os criminosos trancaram a loja com os clientes dentro e levaram as chaves, fugindo em um veículo que foi recuperado. Vídeos mais assistidos do g1 Paraíba
G1 > Paraíba

G1 > Paraíba

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.