Fusão do PSC e Podemos e federação com PSDB podem turbinar projeto de Raquel para 2024

Presidente do Podemos é aliado de Raquel e apoiou sua eleição no segundo turno no Estado

Em mais um novo redesenho das forças partidárias após as eleições, Podemos e PSC anunciaram uma fusão. O novo partido terá 18 deputados e 7 senadores em 2023. 

A sigla vai se chamar Podemos, mas vai manter o número de urna do PSC: 20. A agremiação social-cristã não atingiu a cláusula de barreira e perderia verbas do fundo partidário e eleitoral em 2023. Este, contudo, não deve ser o único movimento envolvendo a nova legenda.

As conversas para que o novo e reforçado Podemos se una a federação formada pelo PSDB e Cidadania continuam a todo o vapor e tendem a avançar. 

A presidente nacional da sigla, Renata Abreu, já teve conversas com o presidente nacional do PSDB, Bruno Araújo, e o governador eleito do Rio Grande do Sul, Eduardo Leite (PSDB), futuro presidente tucano. 

Caso as conversas avancem, a federação pode representar um reforço ao projeto do grupo político da governadora Raquel Lyra em 2024. 

Presidente estadual do PSDB, caberá a ex-prefeita de Caruaru a condução do pleito em todos os municípios do Estado, incluindo, a Capital. Em 2022, a federação PSDB e Cidadania saiu menor das urnas.

A soma dos partidos conseguiu a eleição de 37 deputados federais em 2018, mas perdeu 19 em 2022. Isso significa menor tempo de guia eleitoral e menor fundo partidário. 

Com o reforço da federação, a sigla pode atingir 36 parlamentares federais, o que impactaria positivamente no projeto dos partidos. Além disso, em Pernambuco, as siglas teriam um entendimento garantido. Isso porque o deputado federal Ricardo Teobaldo vai seguir no comando do Podemos no Estado. 

Teobaldo é aliado de Raquel e apoiou sua eleição no segundo turno no Estado.

“Já tivemos no palanque de Raquel e estamos confortáveis”, afirma Teobaldo. Atualmente, o Podemos faz uma consulta nos estados para avaliar a possibilidade de federação com o PSDB. Em Pernambuco, a legenda já se manifestou favoravelmente. As informações são do Blog da Folha.

André Luis

André Luis

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.