Energia elétrica de maternidade é reestabelecida após apagão forçar bebês a serem transferidos de UTI


De acordo com a prefeitura de Campina Grande, a causa do problema foi identificada. Bebês que estavam na UTI do Isea foram transferidos para outras unidades de saúde. Bebês são transferidos preventivamente para outros hospitais por conta de falta de energia em maternidade de Campina Grande Reprodução/TV Cabo Branco A energia elétrica da maternidade do Instituto de Saúde Elpídio de Almeida (Isea), em Campina Grande, foi reestabelecida na noite deste sábado (21). De acordo com a prefeitura da cidade, a causa do problema foi identificada durante os reparos. Bebês que estavam na UTI precisaram ser transferidos para outras unidades de saúde. O apagão aconteceu apenas no prédio principal da maternidade, na manhã do sábado (21). Além da falta de energia, o gerador do Instituto também não funcionou. Os prédios anexos ao Isea e outros prédios do Centro não foram atingidos. Segundo a prefeitura, a interrupção no abastecimento de energia foi ocasionada por um curto-circuito em um cabo subterrâneo que liga os sistemas. Os reparos foram realizados por trabalhadores da concessionária de energia ao longo do dia, e um gerador extra foi ligado por outra rede de distribuição. O problema foi resolvido por volta das 18h, e áreas como a UTI Neonatal, o Berçário Intermediário, o centro cirúrgico e a recepção voltaram a funcionar normalmente. Ainda segundo a prefeitura, não houve intercorrência durante a transferência dos sete bebês que estavam na UTI do Isea e precisaram ir para outras unidades de saúde. Além dos bebês, as gestantes da UTI Materna também foram transferidas, e os procedimentos de urgência passaram a ser feitos no centro cirúrgico do Hospital Municipal Dr. Edgley. A Secretaria de Saúde de Campina Grande informou que não há previsão para os bebês transferidos voltarem ao Isea depois do incidente, já que eles precisam de estabilidade na internação. Equipes médicas estão acompanhando os bebês. Já os procedimentos de emergência voltaram a acontecer normalmente no centro cirúrgico do Isea. Na madrugada do sábado (21) para o domingo (22), inclusive, três partos aconteceram na unidade, segundo a Secretaria de Saúde. As gestantes transferidas da UTI e da enfermaria de alto risco seguem em outros hospitais. Falta de energia em maternidade de Campina Grande provoca transferência de bebês Vídeos mais assistidos do g1 Paraíba
G1 > Paraíba

G1 > Paraíba

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.