Casos de corrupção provocam várias demissões na Ucrânia

(ANSA) – Denúncias de corrupção no governo ucraniano provocaram a saída de cinco vice-ministros e cinco governadores regionais nesta terça-feira (24), informam os políticos e também a mídia local.

Entre os nomes mais poderosos, está o vice-ministro da Defesa, Vyacheslav Shapovalov, que deixou uma nota oficial dizendo que pediu para sair para “não criar ameaças às forças armadas”.

“Mesmo que as acusações não tenham fundamento, a demissão é um ato digno na tradição da política europeia e democrática, uma demonstração de que os interesses da Defesa são superiores a qualquer gabinete ou presidência”, pontuou.

Além de Shapovalov, saíram dos cargos os vice-ministros de Desenvolvimento Comunitário e Territorial, Ivan Lukeryu e Vyacheslav Negoda; e de Políticas Sociais, Vitaly Muzychenko; e os governadores de Dnipropetrovsk, Valentin Reznichenko; da região sul de Zaporizhzhia, Oleksandr Starukh; da região norte de Soumy, Dmytro Zhivytsky; da região sul de Kherson, Yaroslav Yanushevich; e da região da capital Kiev, Oleksiy Kuleba.

Em novembro do ano passado, Reznichenko foi acusado por diversas matérias da mídia ucraniana de ter firmado contratos para reparação de estradas, em dezenas de milhões de euros, com um grupo cofundado por sua namorada, que trabalha como personal trainer.

Segundo as matérias, ele e seus colegas das regiões de Soumy, Kherson e Zaporizhzhia estão sob investigação judicial. O caso de Kuleba seria por conta da próxima nomeação à administração presidencial.

Outras duas demissões foram de vice-chefes do Serviço Ucraniano para Transportes Marítimos e Fluviais, Anatoly Ivankevich e Viktor Vychniov. (ANSA).

Saiba como diversificar o patrimônio e diminuir seus riscos investindo no exterior com facilidade e segurança (parceria com a XP)

The post Casos de corrupção provocam várias demissões na Ucrânia appeared first on InfoMoney.

Lara Rizério

Lara Rizério

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.