PMI composto dos EUA sobe para 46,6 em janeiro, maior nível em três meses

O Índice de Gerentes de Compras (PMI, na sigla em inglês) composto dos Estados Unidos subiu de 45,0 em dezembro para 46,6 em janeiro, atingindo o maior patamar em três meses, informou nesta terça-feira (24) a S&P Global.

O PMI específico de serviços também atingiu o maior nível desde outubro, passando de 44,7 para 46,6 na mesma comparação. O dado veio acima do consenso Refinitiv, que apontava para 45,0.

Segundo a S&P Global, a queda mais lenta da atividade comercial esteve em parte ligada a uma contração menos acentuada de novos pedidos por prestadores de serviços. A diminuição dos novos negócios foi apenas marginal em geral. A hesitação dos clientes e o impacto da inflação sobre os gastos continuaram sendo um obstáculo importante para as novas vendas, tanto domésticas como externas.

O PMI da indústria, por sua vez, subiu de 46,2 para 46,8, um pouco acima do consenso de 46,0. Embora mais suave, a taxa de declínio foi a segunda mais rápida desde maio de 2020, conforme as condições de demanda de fabricação permaneceram moderadas.

No mês, a pesquisa apontou que a produção se contraiu após outra queda acentuada nos fluxos de novos pedidos, com as empresas destacando o impacto que os custos mais altos estavam tendo na demanda do cliente.

Saiba como diversificar o patrimônio e diminuir seus riscos investindo no exterior com facilidade e segurança (parceria com a XP)

The post PMI composto dos EUA sobe para 46,6 em janeiro, maior nível em três meses appeared first on InfoMoney.

Roberto de Lira

Roberto de Lira

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.