Após fuga de oito socioeducandos, diretor e gerente da Funase Garanhuns são exonerados


Exonerações de Thiago Paes Espíndola e Jailson Alves Correia foram publicadas no Diário Oficial desta quarta-feira (27). Tumulto provocou fuga na Funase de Garanhuns Nesta quarta-feira (27), fora exonerados dois gestores da Funase de Garanhuns, no Agreste. Thiago Paes Espíndola deixou a diretoria da unidade e Jailson Alves Correia deixou a gerência após o tumulto que resultou na fuga de oito socioeducandos na segunda-feira (15). De acordo com a Funase, as exonerações fazem parte de reformulações administrativas da instituição. "Os gestores citados no Diário Oficial desta quarta-feira (27) encontravam-se lotados no Centro de Atendimento Socioeducativo (Case) Jaboatão dos Guararapes e Centro de Atendimento Socioeducativo e Centro de Internação Provisória (Case/Cenip) Garanhuns", informou a Funase em nota. Fuga foi registrada na Funase de Garanhuns Reprodução/Redes sociais Na noite da última segunda-feira (15), oito socioeducandos fugiram da Fundação de Atendimento Socioeducativo (Funase) de Garanhuns, após um tumulto registrado na unidade. Um dos agentes da unidade ficou ferido durante o ocorrido e precisou de atendimento médico. O tumulto na unidade começou à noite. Os socioeducandos queimaram objetos, como cadeiras e colchões, o que provocou muita fumaça no local. Alguns moradores relataram que ouviram diversas pancadas no portão da Funase. Em nota, a Funase informou que conteve o tumulto e com o apoio da Polícia Militar, cinco socioeducandos já foram encontrados.

Celimar de Meneses

Deixe um comentário